Os 13 postulantes ao cargo de Guarda Municipal de Garanhuns do concurso de 2015, remanescentes, veem lutando para conseguirem a nomeação junto a Prefeitura Municipal. Todos passaram pelo curso de formação que ocorreu em 2018. Entretanto, as afirmações do atual Gestor do município de Garanhuns em entrevistas nas rádios da cidade não vêm agradando os aprovados. Seguindo relatos, o prefeito Sivaldo Albino não demostra interesse em resolver essa situação.

Os candidatos que cobram mais diálogo com a prefeitura estão aprovados em todas as fases do concurso público e diplomados segundo a grade curricular da SENASP (Secretaria Nacional de Segurança Pública). Foi feito um investimento por parte do município para que os aprovados fossem devidamente treinados. Caso são sejam nomeados, tantos os aprovados quanto o município sai perdendo.

Os candidatos cobram da gestão de Garanhuns: 1) um maior diálogo; 2) agendamento de uma conferência com o Gestor Municipal; e, 3) um cronograma para novas convocações. Com efeito, os dados de segurança pública do município revelam que existe demanda para admissões urgentes. Apesar dos avanços, a população está à mercê da criminalidade.

Além do mais, relatam os candidatos, durante a participação no curso de formação e etapas subsequentes, muitos deixaram seus empregos na expectativa de serem prontamente convocados. Após 4 anos, o que se viu foram convocações espaçadas e um relativo descaso com quem se dedicou por noites para ser aprovado neste concurso.

Portal Agreste Violento