Um brasileiro de 33 anos foi preso, nesta quinta-feira (10), em Bangkok, na Tailândia, transportando aproximadamente sete quilos de cocaína diluídos em produtos de beleza.

Segundo a Polícia Federal, as investigações tiveram início no Espírito Santo, no dia 3 de março, quando policiais tentavam identificar um homem que estaria conectado a traficantes internacionais.

Alguns dias depois, foi possível confirmar sua identidade, mas para surpresa dos investigadores, ele havia partido para o Peru.

Os agentes da PF em Lima passaram as informações para as autoridades do Peru, na expectativa de que o localizassem e continuassem as ações para determinar o que o investigado estaria fazendo em território peruano.

Os policiais peruanos conseguiram localizar o hotel em que ele estava hospedado, mas receberam a informação de que ele já havia deixado o país com destino a Bangkok em um voo com rápida escala em Paris, na França.

Novos contatos então foram realizados com a Polícia Real Tailandesa, que conseguiu abordar o capixaba ainda no aeroporto, quando desembarcava no país. Os policiais encontraram a cocaína em produtos de beleza que ele trazia na bagagem.

O nome do preso não foi divulgado pela PF.

De acordo com a PF, as investigações continuam para que se determine o envolvimento de outros brasileiros com o caso.

Pena de morte

O brasileiro poderá responderá por tráfico internacional de drogas que, na Tailândia, pode ser punido com a pena de morte.

Em 14 de fevereiro, três brasileiros foram presos em situação semelhante e podem igualmente enfrentar prisão perpétua ou pena de morte na Tailândia.

Os brasileiros foram presos no Aeroporto de Bangkok com 15 kg de cocaína escondidos em fundos falsos de suas malas.

G1