Mais uma importante conquista é anunciada e celebrada pela presidência da Autarquia Educacional Artur Barbosa Maciel (AEB), mantenedora da Faculdade do Belo Jardim (FBJ). Após dois anos e meio, a instituição, referência em ensino superior, volta a ofertar novas vagas para o curso de psicologia. Voltar a ofertar o curso não foi fácil, mas com muito trabalho e empenho da presidência, direção acadêmica e coordenação, a AEB/FBJ, com apoio da Prefeitura de Belo Jardim, voltará a ter novas turmas de psicologia no vestibular 2023.1, que terá o início das inscrições em outubro deste ano.

“Essa lacuna foi um período de muita tristeza, pois havia uma busca incessante pela formação. Com apenas quatro turmas concluídas, o curso se consolidou no cenário social e profissional da região, pelos excelentes profissionais lançados no mercado de trabalho, tanto público, como privado”, explicou Prof. Dra. Vanessa Torres, coordenadora do curso da AEB/FBJ.  

A área se mostra em franca ascensão. As pessoas despertaram que a saúde mental é a mola mestra para enfrentar as adversidades da vida. “Muita areia foi varrida para debaixo do tapete. Pessoas de todas as idades estão em sofrimento psíquico intenso. Famílias em conflitos, casos de ansiedade exacerbada, vítimas de violências, automutilação, pensamentos suicidas, são tantos problemas guardados que uma hora explodem e se manifestam em adoecimentos psicológicos. Outra problemática foi a pandemia, na qual exacerbou dilemas, deixando marcas profundas de sofrimento. É preciso buscar ajuda!”, destacou Vanessa Torres. 

A perspectiva para quem opta pela profissão é ampla, e sua área de atuação é vasta: como a clínica, social, jurídica, escolar, organizacional, nos esportes, na avaliação psicológica (como em casos de pré-cirurgias, seleções, habilitações, etc.). O curso tem duração de cinco anos (10 semestres), com uma carga horária de 4.000 horas. A mensalidade é de apenas R$ 547,01, para os estudantes que pagarem até o dia cinco de cada mês. Exite também a opção de bolsas com até 50% de desconto do valor total do curso.

A coordenadora do curso destaca  ainda que “além das grandes áreas de atuação, temos tido necessidade de olhares mais específicos para assistência à mulher gestante, em casos de emergências e desastres, luto, manejo em casos de tentativas de suicídio, às mulheres vítimas de violência, às crianças e adolescentes que passaram por abuso sexual e ao empoderamento da população LGBTQIAP+. Combate ao racismo, bullying, dentre tantas outras situações. Onde a população esteja se sentindo vulnerável, deverá ter um profissional de psicologia para o acolhimento e assistência”, detalhou. O cenário é de ampla inserção para psicólogas/psicólogos e a AEB/FBJ qualifica profissionais para serem inseridos nessa área tão necessária para o desenvolvimento do bem-estar.