O candidato do União Brasil ao governo de Pernambuco, Miguel Coelho, afirmou nesta sexta-feira (26) que pretende fazer uma reforma administrativa, diminuindo o número de cargos comissionados e secretarias no governo; conceder a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) à iniciativa privada e abrir 44 mil vagas em creches. Ele foi o último entrevistado ao vivo pela apresentadora Clarissa Góes, na série do g1 que começou na segunda-feira (22).

Durante a entrevista, ele disse, também, que pretende contratar policiais penais para reduzir o déficit no sistema prisional; acabar com as faixas salariais da PM e bombeiros e construir novas delegacias especializadas.

A primeira entrevistada da série foi Marília Arraes (Solidariedade), seguida por Anderson Ferreira (PL), Danilo Cabral (PSB) e Raquel Lyra (PSDB). Eles tiveram 5% ou mais na pesquisa Ipec de 15 de agosto e, por isso, foram entrevistados ao vivo por Clarissa Góes, apresentadora do Bom Dia Pernambuco, direto do estúdio do g1, no Recife.

Jadilson Bombeiro (PMB), Ubiracy Olímpio (PCO), João Arnaldo (PSOL), Jones Manoel (PCB), Pastor Wellington (PTB) e Claudia Ribeiro (PSTU), que tiveram menos que 5%, participarão de entrevistas gravadas, que serão exibidas de 29 de agosto a 6 de setembro.

G1 Caruaru