Cozinhar e festejar com a família são as duas principais formas de festejar o São João no Nordeste. É o que mostra a pesquisa "O São João do Nordeste", realizada pela Gente, plataforma da Globo. O levantamento fez um mapeamento dos principais comportamentos e expectativas dos moradores da região para a celebração da data após dois anos sem os tradicionais festejos de rua.

De acordo com o estudo, 52% nos moradores do Nordeste pretendem cozinhar receitas típicas neste ano, enquanto 50% desejam fazer a própria festa de São João em casa.

A data também movimenta o turismo: uma em cada duas pessoas quer aproveitar o feriado para viajar. Como o principal destino nesta época é o interior, as viagens terrestres são as mais procuradas. Dos entrevistados, 50% devem viajar em veículo próprio, 36% de ônibus, 17% de transporte público, 16% de carro alugado e 14% de avião.

O hábito adquirido quando começou a pandemia da Covid-19 segue em alta. Dos entrevistados, 70% disseram que querem assistir a shows e lives musicais em alguma plataforma de vídeo.

E não é exatamente uma surpresa a confirmação do forró pé-de-serra como o ritmo preferido para a festa, seguido de baião, xote, sertanejo, forro eletrônico e xaxado.

LEIA TAMBÉM:

Programas especiais da TV Globo mostram a diversidade, a beleza e o sabor do São João

Intenções de compra

O São João gira em torno da mesa no Nordeste. Os alimentos lideram a intenção de consumo para este período na região, com 80% das intenções de compras, seguidos de vestuário adulto (38%), bebidas alcoólicas (34%), calçados (32%) e doces e chocolates (29%).

A pesquisa também mostra que, durante a pandemia, a festa continuou entre as cinco comemorações com maior gasto no Brasil, ficando em 4º lugar, atrás apenas do Natal, Ano Novo e Dia das Mães. Para 74% dos entrevistados, comprar algo em função da data mantém viva a importância do São João.

Sobre a pesquisa

A Plataforma Gente, da Globo, tem o propósito de compartilhar conhecimento baseado em pautas contemporâneas da sociedade, no comportamento do consumidor e nos hábitos dos brasileiros. O conteúdo é aberto a todos e pode ser acessado neste link.

G1 Caruaru