Em maio de 2022, Pernambuco registrou um aumento de 4,79% no número de assassinatos, em relação ao mesmo mês de 2021. No quinto mês deste ano, foram 306 crimes, contra 292 casos notificados no mesmo período do ano passado. Em média, o estado teve 9,8 homicídios por dia.

Os dados sobre homicídios foram divulgados nesta quarta (15) pela Secretaria de Defesa Social (SDS).

Nos cinco primeiros meses deste ano, a alta chegou a 11,30%, na comparação com o mesmo período do ano passado. Entre janeiro e maio de 2022, Pernambuco teve 1.586 assassinatos, contra 1.425 no mesmo período de 2021.

Na Região Metropolitana, tirando a capital, houve aumento de 3,70%. Em maio de 2022, foram 84 casos, contra 81 no mesmo mês de 2021.

No Recife, a alta ficou em 9,09%, subindo de 44 para 48 crimes. A Zona da Mata teve aumento de 20% (de 55 para 66), e o Sertão chegou a 33,33% (de 33 para 44 vítimas).

O Agreste teve queda de 18,99% na quantidade de homicídios. Foram 64 vítimas em maio de 2022, contra 79 no mesmo mês em 2021.

No intervalo entre janeiro e maio de 2022, os homicídios no Recife tiveram queda. Foram 249 vítimas, ou 1,58% a menos do que em 2021, quando houve 253 mortes.

A Zona da Mata teve aumento de 6,74% (de 282 para 301), enquanto o Sertão subiu 9,77% (de 174 para 191).

No Grande Recife, houve alta de 403 para 467 vítimas, ou 15,88%. Por fim, o Agreste passou de 313 para 378 mortes (20,77%).

Segundo a SDS, nos primeiros cinco meses de 2022, as polícias prenderam 717 homicidas, dos quais 185 foram capturados em maio.

Mulheres

Entre janeiro e maio deste ano, o número de feminicídios, quando as mulheres são mortas por uma questão de gênero, teve queda de 26,1%, na comparação com o mesmo intervalo do ano passado. Em números absolutos, a diminuição foi de 46 para 34 vítimas.

No mesmo período analisado, houve redução de procura de mulheres pelo atendimento em delegacias especializadas, segundo a SDS.

Ao todo, 16.614 vítimas de violência doméstica prestaram queixa, nos cinco meses iniciais de 2022. Isso corresponde a uma queda de 3,68%, diante das 17.249 vítimas de 2021.

Em maio de 2022, a busca das mulheres por registrar a ocorrência de violência doméstica cresceu 17,06%. Passou de 3.054 casos em 2021 para 3.575 em 2022.

O número de vítimas de estupro no estado recuou tanto em maio como nos cinco meses de 2022.

O maior percentual de redução foi o de maio deste ano: 36,09%, em relação ao seu equivalente do ano passado. Na comparação entre os meses de maio, houve redução de 230 para 147.

No acumulado dos cinco meses, a queda foi de 16,41%. Foram 1.109 vítimas em 2021 e 927, este ano.

Roubos

Nesta quarta, a SDS também divulgou estatísticas de roubos. Segundo a pasta, o estado “fechou o balanço dos cinco primeiros meses de 2022 com o menor índice dos últimos nove anos”.

Entre janeiro e maio deste ano, foram registrados 21.156 boletins de ocorrência referentes a Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVPs).

Na comparação com 2021, ano de menor taxa de roubos por 100 mil habitantes de Pernambuco, 2022 apresentou queda de 3,1% no conjunto dos cinco meses. Em números absolutos, foram 682 casos a menos.

Na Região Metropolitana (RMR), a redução chegou 9%. De janeiro a maio de 2022, essa área notificou 6.555 CVPs, enquanto em 2021, foram 7.202.

A Zona da Mata teve queda de 8% (de 1.843 para 1.695), e o Agreste ficou com redução de 0,1% (de 3.994 para 3.990).

No Sertão, houve oscilação de 0,56%, pois os municípios tiveram 1.256 roubos nos últimos cinco meses e, em 2021, foram sete casos a menos.

Em maio, a queda dos CVPs no estado foi de 4,5%, saindo de 4.377, em 2021, para 4.178, em 2022. Isso significa menos 199 crimes de um ano para o outro.

A Zona da Mata computou a maior redução no quinto mês do ano, quando comparado a 2021, com queda de 12,91% (de 364 para 317).

Em seguida, vem a Região Metropolitana,, com queda de 9,66% (de 1.418 para 1.281). O Sertão teve alta de 2,77% (de 253 para 260) e o Agreste, de 4,44% (de 765 para 799).

Em maio de 2022 não foi registrado roubo a banco em Pernambuco, segundo a SDS. Nos cinco meses iniciais deste ano, houve dois furtos a instituições financeiras. Isso representa uma queda de 67% em relação ao mesmo período de 2021, marcado por seis ocorrências.

Em maio Pernambuco teve 36 roubos e ônibus. Isso significa queda de 23,4%, em comparação com as 47 de maio de 2021. Considerando os cinco meses, a redução é de 10,38%, reduzindo de 260 para 233 ocorrências.

G1 Caruaru