Caracterizado pela baixa de temperaturas e maior incidência de chuvas na região nordeste, o inverno começa em maior parte do território nacional nesta terça-feira (21), incluindo em Pernambuco. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a estação se estende até o dia 22 de setembro.

De acordo com a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), a previsão para Pernambuco é de que chovam, em média, 380 milímetros durante o mês de julho, e temperaturas mais baixas que o usual.

Durante a estação os dias aparentam ser mais curtos, ou seja, existe uma menor quantidade de horas com luz solar em relação a outros períodos do ano, segundo o meteorologista da Apac Patrice Oliveira.

"Os dias são menores e as temperaturas começam a diminuir, ficando mais frias tanto no Agreste como no Sertão. Próximo ao Litoral, as temperaturas fiam mais amenas, mas não tão frias", explicou o meteorologista.

LEIA TAMBÉM:

Previsão do tempo em Recife

As previsões tanto do Inmet quanto da Apac indicam chuvas acima da média para a região litorânea da Região Nordeste. A causa disso é o fenômeno La Niña, que afeta as temperaturas no continente.

"Como estamos com a La Ninã, as águas do Oceano Pacífico estão mais frias, enquanto as águas no Oceano Atlântico, aqui na costa do Nordeste, estão mais quentes. Isso favorece a ocorrência de chuvas no litoral do Nordeste, principalmente para a gente aqui na Zona da Mata e Região Metropolitana", disse Patrice.

O meteorologista da agência lembrou, ainda, que o mês de julho também é caracterizado pelas chuvas na Zona da Mata e no Grande Recife.

Segundo ele, apesar do espaçamento das precipitações, não são descartados eventos extremos como as fortes chuvas que ocorreram no final do mês de maio e começo do mês de junho.

"Por isso continuamos monitorando e ficamos em alerta para avisar tanto a população quanto a Defesa Civil", afirmou.

G1 Caruaru