"Foi Cururu, foi Caruara, foi Caruru, hoje é Caruaru". O refrão da música Caruara Caruaru, escrita pelo radialista e compositor Lídio Cavalcanti e gravada pela Banda de Pífanos de Caruaru, já apresenta quatro dos nomes que o município recebeu ao longo das décadas. 

Além dos títulos já citados, a cidade - que completa 165 anos nesta quarta-feira (18) - também é identificada por algumas expressões. O g1 ouviu historiadores para mostrar apelidos, nomes e termos que definem Caruaru desde a fundação (veja abaixo).

Caruaru

Não há um consenso histórico sobre a origem da palavra "Caruaru". De acordo com o historiador Walmiré Dimeron, existe mais de uma versão para origem e significado. Do ponto de vista etimológico, a maioria acredita ser de origem indígena, especificamente, do dialeto dos índios cariris, que habitavam a região no século 16. “Caru” significa coisa boa e “aru aru” pode ser entendido como abundância. A palavra Caruaru pode ser traduzida como "lugar de fatura", "terra da fartura".

Ainda segundo Dimeron, em 1992 o historiador Nelson Barbalho defendeu outra versão: de que se tratava de um vocábulo de origem africana: Kalu’lu ou Kalalu, que seria uma pequena planta trazida da África com os negros escravizados e se adaptado ao solo nordestino, alastrando-se pelo interior. Esse vernáculo teria sido alterado pelo idioma dos indígenas que não possuía a letra “L”, substituindo-o pelo “R”.

"Quanto ao significado, existem inúmeras versões, incontáveis, a maioria remetendo a uma planta venenosa (tipo de bredo), que servia de pasto ao gado e, ao ser ingerido, causava paralisia e morte nas rezes. Inexistindo documentação comprobatória acerca desse tema, certamente a dúvida permanecerá ainda por muito tempo. Deixemos assim, então", finalizou o historiador.

Fazenda Carurú

A história de Caruaru começou há 341 anos com a fundação da Fazenda Carurú, da família Rodrigues de Sá. Em 1776, José Rodrigues de Jesus - da família fundadora da cidade - voltou para a fazenda e construiu uma capela em homenagem à Nossa Senhora da Conceição - hoje uma das mais antigas igrejas da cidade.

País de Caruaru

Diante da "mania de grandeza" de Caruaru, vista como positiva pelos caruaruenses, a cidade sempre é chamada de "país". Mas, de onde surgiu o termo? Nome de um dos mais célebres livros do historiador e escritor Nelson Barbalho, "País de Caruaru" é a expressão mais famosa para se referir à cidade, conforme destacou Walmiré ao g1.

'Mania de grandeza': maior São João, feira e Centro de Artes Figurativas refletem identidade de Caruaru, que comemora 165 anos

"Editado em 1974 [o livro de Barbalho], inspirado noutro título, do escritor baiano Jorge Amado: 'O País do Carnaval', embora Nelson já a usasse desde 1961. O título, sonoro, popularizou-se rapidamente e foi adotado como cognome da cidade", afirmou Dimeron.

Para o professor, historiador e mestre em História, Veridiano Santos, Barbalho desejava despertar sentimentos com a expressão: "imagino que Nelson desejava despertar o orgulho e o sentimento de pertencimento de seus conterrâneos, mas também dizer ao nordeste e ao Brasil que cidade é essa: Caruaru".

Capital do Forró

Dona de um dos mais famosos festejos juninos do Brasil, sendo conhecido como o "Maior e Melhor do Mundo", a cidade ostenta o título de "Capital do Forró" desde 1980, quando Jorge de Altinho compôs a música homônima em homenagem ao município.

Caruaru é a 'Capital do Forró'? G1 analisa letra de Jorge de Altinho e mostra realidade diferente na cidade em 2018

"Essa música acabou por consolidar uma alcunha ao nome de Caruaru, em uma época que não existia a rivalidade com Campina Grande. Assim como a feira precisou da música para colocá-la em outro patamar, 'Capital do Forró' colocou definitivamente esse nome em Caruaru, como se fosse o batismo oficial da cidade", explica o historiador Armando Andrade.

Capital do Agreste

O músico Onildo Almeida compôs 13 canções sobre Caruaru, terra natal dele. Uma delas foi feita em parceria com o historiador e escritor caruaruense Nelson Barbalho. Nomeada "Capital do Agreste", a música foi composta em 1957 - ano do centenário da cidade.

'Capital do Agreste' de Onildo e Nelson Barbalho conta história de Caruaru

"Luiz Gonzaga ouviu um disco meu e me pediu para gravar 'A Feira de Caruaru'. Ele me disse: 'Como você faz um negócio desses e não me mostra?'. Eu respondi: 'Está em suas mãos'. Em 1957 ele queria que eu fizesse uma letra sobre os 100 anos da cidade. Luiz disse que gostava muito de Caruaru. Então, fiz 'Capital do Agreste'", conta Onildo. A letra fala de uma realidade diferente da que é vivenciada em 2022, mas também resgata a história de como Caruaru surgiu (ouça abaixo).

Continente de Caruaru

O primeiro livro de Nelson Barbalho, tendo Caruaru como tema, foi publicado em 1972 com o título "Caruru, Caruaru", com o apoio da Prefeitura Municipal e da editora universitária da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). "Esse trabalho, como já apontava o prefaciador Kermógenes Dias, não se tratava de uma obra de natureza histórica, mas de registros de ocorrências históricas, ao lado das quais o escritor adicionava dados folclóricos, linguísticos, geográficos", segundo Veridiano informou na dissertação de mestrado dele, pelo programa de Pós-Graduação em História, da UFPE.

"Dois anos depois, o escritor publicaria País de Caruaru [...]. Nesse trabalho, ao contrário de reivindicar a ideia de uma nação caruaruense, como deixa escapar o título do livro, o escritor, num tempo em que muitos procuravam estabelecer um rótulo identitário para a cidade de Caruaru, se colocava no lugar de ser a voz que elevou a cidade à categoria de país. Mas o exagero do escritor não ficaria por aí, em vários livros ele se refere à cidade como o Continente de Caruaru", destacou Veridiano na dissertação.

Outras denominações e expressões segundo o historiador Walmiré Dimeron:

Princesa do Agreste

Sítio Carurú

Fazenda Carurú

Lugar do Carurú

Povoação do Carurú

Villa de Caruaru

Cidade do Porto

Portópolis

Petrópolis Pernambucana

Pérola Sertaneja

Cidade Céu

Céu

Cidade dos Avelozes Esmeraldinos

Terra de Vitalino

Terra dos Condé

Terra de Álvaro Lins

Princesa do Sertão

Terra de Caruaru.

G1 Caruaru