Três postes de iluminação pública instalados de forma irregular em pontos distintos de Belo Jardim serão retirados nos próximos dias pela concessionária Neoenergia Pernambuco (antiga Companhia Energética de Pernambuco - Celpe). A Prefeitura Municipal anunciou nesta segunda-feira (28) o recolhimento após decisão judicial.

“Agimos rápido para garantir a retirada desses postes que atrapalham a mobilidade das pessoas da forma como estão instalados. A situação será normalizada após entendimento da Justiça, que compreendeu nossos argumentos, e sem prejuízos nesses locais e sem ônus para o município”, disse o prefeito, Gilvandro Estrela. 

Na semana passada, o juiz da cidade concedeu a liminar deferindo o pedido da prefeitura em sua totalidade e dando um prazo de cinco dias para que a concessionária cumpra a decisão sob multa diária de R$ 1 mil por poste. De acordo com a Procuradoria do Município, o prazo para a retirada dos postes já começou a contar e a previsão é que ainda esta semana a situação seja normalizada.

Gilvandro Estrela ressaltou que, desde a solicitação para a retirada dos postes, a prefeitura enfrentava resistência da concessionária Neoenergia Pernambuco, que desejava, inclusive, que a gestão pagasse pelo recolhimento. Segundo o prefeito, a prefeitura imediatamente acionou a Justiça com todo o embasamento jurídico para garantir a resolução da questão sem onerar os cofres do município.

“A nossa gestão tem compromisso com o dinheiro público, então recorremos à justiça e eles nos deram a liminar favorável, já que os postes estavam irregulares por competência da empresa. Dessa maneira, evitando um gasto desnecessário e não obrigatório, conseguiremos investir em outras áreas do município para que Belo Jardim continue no caminho do desenvolvimento”, afirmou.

Um dos postes que serão retirados está localizado na recém-inaugurada Avenida Moacir Monteiro Senhorinho (antigo Beco da Pinguela). A mais nova avenida de Belo Jardim se tornou mais um ponto de acesso do Centro à rodovia BR–232 e o poste, que já estava irregular antes mesmo da via ser totalmente requalificada, atrapalhava a circulação dos veículos com risco de acidentes. Os outros dois serão retirados no distrito de Serra do Vento e na antiga Rua da Cadeia, no bairro Santo Antônio.