Na live dessa quarta-feira (16), a Autarquia Educacional Artur Barbosa Maciel (AEB) apresentou o ‘Programa Município Amigo da Educação’, que visa oportunizar aos jovens e adultos uma formação superior de qualidade, disponibilizando bolsas de estudo de até 50%. Os outros 50% serão pagos pela prefeitura que aderir ao programa, visando a capacitação profissional da sua população.  Alguns municípios, como São Caitano, Sanharó e Tacaimbó, já receberam a proposta e sinalizaram a avaliação positiva do projeto.

 

A AEB, por meio de parcerias com cidades circunvizinhas, e busca investir no desenvolvimento educacional, proporcionando, desta maneira, um ganho na vida acadêmica e concedendo à comunidade profissionais cada vez mais capacitados.

 

"Os nossos estudantes bolsistas desenvolverão pesquisas e estudos direcionados à melhoria da qualidade da educação nos municípios parceiros, além de desenvolver projetos de extensão universitária de acordo com as necessidades das secretarias municipais", disse a presidente da AEB, Mercês Costa.

 

A busca de parcerias tem se configurado em todo o mundo como caminho de colaboração entre instituições e empresas em parcerias onde ganham ambos os lados. "Desde o início da gestão, a AEB tem planejado e criado formas para que se possa trabalhar de forma digna, restabelecendo não só a parte estrutural, mas principalmente a pedagógica. Durante seus 46 anos de existência a AEB formou diversos profissionais competentes", disse o prefeito de Belo Jardim.

 

“Isso mostra o quanto ela é importante para o município e para todo o agreste do estado, e após um momento tão difícil que passou ver que está sendo construída uma nova história é algo de fato gratificante, ver uma gestão empenhada, alunos, professores, a sociedade como um todo. Esperamos inaugurar novos tempos para a AEB a partir do intercâmbio com as prefeituras de nossa cidade e região”, destacou a presidente da AEB.

 

O município de Tacaimbó foi o primeiro da região a aderir ao programa; já Sanharó demonstrou interesse na adesão e adiantou que a iniciativa pode ser muito viável, sobretudo, neste momento tão difícil que o mundo tem passado, onde muitas pessoas querem estudar e não podem. O prefeito do município de São Caitano recebeu a presidência para conversar sobre o convênio e também demonstrou muito interesse.